quinta-feira, 6 de julho de 2017

HUNGRIA - Fotos de Szeged


Se existe uma cidade que nunca passou pela minha cabeça foi Szeged, eu tinha postado no couchsurfing que iria para uma cidade vizinha. Acabei recebendo um convite e logo depois desculpas pelo erro. Logo pensei e coloquei Szeged no meu roteiro, que óbvio não faz parte do turismo na Hungria.
Foi apenas um dia mas muito divertido e gelados -24 graus durante a noite, como se durante o dia fizesse muita diferença também. A cidade é organizada com lindas igrejas que nem se compara ao carinho recebido em um lugar tão desconhecido por todos.
Equipamento foi uma Panasonic GF6 com lentes 14-42 f3.5/5.6 e Olympus 9mm f8.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

, ,

SÉRVIA - Fotos de Subotica


Grata surpresa para uma cidade de fronteira, que geralmente é um do patinho feio do país, Fiquei de couchsurfing em Subotica o que facilitou ainda mais, a mãe de meu amigo não falava uma palavra em Inglês, isto melhorou mais a experiência na cidade.
Foram 2 dias na cidade com direito a voltinha em Palić, que pode ser considerada point tanto no verão com no inverno, onde é possível patinar sobre o rio congelado, a partir de Subotica cruzei a fronteira para a Hungria.
Equipamento foi uma Panasonic GF6 com lentes 14-42 f3.5/5.6 e Olympus 9mm f8.

terça-feira, 4 de julho de 2017

, ,

SÉRVIA - Fotos de Novi Sad


A parada em Novi Sad foi estratégica para ver uma cidade bem diferente de Belgrado, como centro tecnológico do país é sim bem bonita, especialmente no centro histórico. Também tem muitas marcas da guerra do Kosovo, mas com uma população animada e divertida até parece que ali nada aconteceu.  Equipamento foi uma Panasonic GF6 com lentes 14-42 f3.5/5.6 e Olympus 9mm f8.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

, ,

SÉRVIA - Fotos de Belgrado


Não senhores, Belgrado não é uma cidade bonita ou turística aos olhos ocidentais. Pouco procurada por Brasileiros a capital da Sérvia ainda lembra muitos tempos complicados, rastros de guerras durante muitos anos. O que me levou para lá mesmo foi a oportunidade de uma viagem no final do ano, saindo de Varsóvia com conexão em Budapeste, onde segui de trem rumo a Sérvia.
As principais atrações fica por conta de uma antiga fortaleza, hoje transformada em parque e o centro da cidade com prédios históricos. Não é um destino recomendado para viajantes não experientes, que podem se decepcionar com a cidade. Meu estilo de viajar é outro, então aproveitei bem os 5 dias em Belgrado com direito a festa de ano novo, ouvindo música Brasileira com Japonês, Turcos e moradores da cidade.
Equipamento foi uma Panasonic GF6 com lentes 14-42 f3.5/5.6 e Olympus 9mm f8.

domingo, 2 de julho de 2017

, , ,

SÉRVIA E HUNGRIA - Planilha de Gastos


Nenhuma surpresa quando se fala em viajar para esta região da Europa, longe de se tornar zona do Euro, a Sérvia é um país pobre para quem vive lá e ótimo para quem tem a moeda mais forte. Não tem como converter direto, mas R$1 Real equivale a 30 Dinares, mas acredito que com a tabela abaixo você vai sobreviver e muito bem pelos Balcãs sem passa fome.

sábado, 1 de julho de 2017

, , ,

SÉRVIA E HUNGRIA - Roteiro Realizado


Pela primeira vez ficou mais fácil fazer um mochilão, morei em Varsóvia e foi beleza pura ir até Belgrado, ou quase isto. Para economizar algumas paradas no meio do caminho como em Cracóvia durante 2 dias e um Budapeste na ida para pegar o trem, já que da Polônia não existe esta opção. Foram longas horas até a capital da Sérvia onde realmente começou a viagem.
Na volta rumei para Szeged no sul da Hungria e terminei claro na capital Budapeste, o ônibus de volta para Varsóvia levou 13 horas para chegar, e nem se compara com aqueles leitos do Brasil, é tudo classe econômica mesmo.
Abaixo você pode conferir a tabela com os deslocamentos e preços, em alta temporada comprar trem entre países é uma boa opção, agora dentro da Sérvia tem bastante trem.